Café com Ufos
 
Livros - Lançamentos e Dicas de Leitura
 
Entrevistas com Autores
 
Fotos de OVNIs
 
Casos Ufológicos
 
Galeria de Fotos
 
Vídeos Ufológicos
 
 
 
 
Clima
 
 
Geólogos estão confusos sobre "enormes anomalias" no núcleo da Terra
* Clique na imagem, para ampliá-la.
 

Na extremidade do núcleo da Terra existem duas gigantescas bolhas de rocha ultraquente - e é só até aqui que os geólogos concordam sobre essas rochas.

As bolhas misteriosas ficam em lados opostos do planeta, uma escondida embaixo da África, a outra no meio do Oceano Pacífico - a Quanta Magazine comparou as 'anomalias maciças' ao icônico penteado da princesa Leia (Star Wars). Os cientistas descobriram as bolhas décadas atrás ao mapearem o interior do planeta, mas não aprenderam muito desde então.

Algumas ideias
Existem duas principais escolas de pensamento em relação às bolhas, de acordo com a Quanta. O primeiro campo sustenta que elas são meramente conjuntos enormes de colunas quentes. O outro argumenta que as bolhas - tão grandes que afogariam a superfície do planeta em um oceano de lava a mais de 100 quilômetros de profundidade - são entidades distintas, e não apenas uma região particularmente quente do núcleo.

Evidências recentes apoiam o segundo campo: Quanta relata que os cientistas encontraram vestígios de rochas e isótopos antigos e únicos no magma que fluíram para cima a partir das bolhas - materiais quase tão antigos quanto a própria Terra e não encontrados em nenhum outro lugar do planeta.

Mistério persistente
Ainda assim, um grande mistério ainda envolve essas "áreas quentes" profundamente enterradas. Uma teoria é que elas poderiam ser fragmentos de um objeto do tamanho de Marte que colidiu com a Terra.

O sismólogo da Universidade de Maryland, Vedran Lekic, disse à Quanta:
Isto é algo como ter um objeto no céu e perguntar: 'É a lua?' E as pessoas diriam não. 'É o sol?' Não. 'O que é isso?' Não sabemos.

 

Fonte: ovnihoje.com

 
 
+ Notícias
 
 
grafitecom@gmail.com | (51) 3249.3700 – 99924.5300